Associação

Porquê HUMANITAS

Esta designação surgiu na sequência do pensamento de que “Nada do que é humano nos é alheio” – a palavra HUMANITAS, na sua génese assume o HOMEM como PESSOA inserido numa comunidade de Pessoas, este conceito concilia na plenitude o princípio da Inclusão.


Missão


A Federação tem como objectivos:
a) Defender os interesses dos seus associados, defendendo e promovendo a necessária adequação da legislação portuguesa e comunitária, no sentido de serem reconhecidos e respeitados os direitos e deveres do Cidadão com Deficiência Mental, promovendo a sua integração na sociedade no respeito pelos princípios da normalização, personalização, individualização e bem-estar, em igualdade de oportunidades;
b) Sensibilizar e corresponsabilizar a Sociedade e o Estado, nas suas várias formas, no papel que lhes cabe na resolução dos problemas do Cidadão com Deficiência Mental e respectiva família;
c) Defender e promover os interesses e satisfação das necessidades do Cidadão com Deficiência Mental nas Instituições, no trabalho, no lar e na Sociedade tendo como princípios básicos:
1. Partilhar lugares comuns;
2. Fazer escolhas;
3. Desenvolver capacidades;
4. Crescer nas relações;
5. Ser tratado com respeito e ter um papel socialmente valorizado

Envolvência

Representante da Área da Deficiência Intelectual na Comissão de Políticas de Inclusão das Pessoas com Deficiência
Membro do Mecanismo Nacional de Monitorização da Implementação da Convenção sobre os Direitos das Pessoas com Deficiência
Membro do ODDH – Observatório da Deficiência e Direitos Humanos
Membro do Grupo de Trabalho do ODDH para a Interdição e Inabilitação