Esta designação surgiu na sequência do pensamento de que “Nada do que é humano nos é alheio” – a palavra HUMANITAS, na sua génese assume o HOMEM como PESSOA inserido numa comunidade de Pessoas, este conceito concilia na plenitude o princípio da Inclusão.

A HUMANITAS – Federação Portuguesa para a Deficiência Mental é uma Instituição Particular de Solidariedade Social, fundada a 3 de Setembro de 2001. Representa 5114 pessoas com Deficiência Mental apoiadas por trinta e duas Instituições, abrangendo todo o território nacional.

  • Defender os interesses dos seus associados, defendendo e promovendo a necessária adequação da legislação portuguesa e comunitária, no sentido de serem reconhecidos e respeitados os direitos e deveres do Cidadão com Deficiência Mental, promovendo a sua integração na sociedade no respeito pelos princípios da normalização, personalização, individualização e bem-estar, em igualdade de oportunidades;
  • Sensibilizar e co-responsabilizar a Sociedade e o Estado, nas suas várias formas, no papel que lhes cabe na resolução dos problemas do Cidadão com Deficiência Mental e respectiva família;
  • Defender e promover os interesses e satisfação das necessidades do Cidadão com Deficiência Mental nas Instituições, no trabalho, no lar e na Sociedade tendo como princípios básicos:
    • Partilhar lugares comuns;
    • Fazer escolhas;
    • Desenvolver capacidades;
    • Crescer nas relações;
    • Ser tratado com respeito e ter um papel socialmente valorizado
  • Posicionamento Estratégico – Adaptação à Mudança como eixo fundamental para viabilizar a Missão.
  • Posicionamento Técnico – como instrumento indispensável para obter maior eficiência e eficácia.
  • Gestão do Talento – como eixo fundamental na valorização das Pessoas, colaboradores e utilizadores, envolvidos nos processos de intervenção.

 

  • Membro efectivo da CNIS – Confederação Nacional da Instituições de Solidariedade Social
  • Tem protocolos estabelecidos com entidades nacionais.